"Eis-me, ó bom e dulcíssimo Jesus, prostado de joelhos em vossa presença,
e vos peço e rogo com o mais ardente fervor da minha alma que imprimais
no  meu  coração  vivos  sentimentos  de  fé, esperança  e  caridade, e um
verdadeiro arrependimento dos meus pecados, com propósito firme de me
emendar, enquanto considero com grande afeto e dor de  alma  as  vossas
cinco chagas, tendo diante dos olhos o que já o Santo Profeta David dizia
de Vós, ó bom Jesus: " Transpassaram as minhas mãos e os meus pés,   e
contaram todos os meus ossos."      

Categories:

Leave a Reply