Todo início de ano é repleto de novos sonhos e novos projetos, é preciso comemorar o novo tempo que chega, pois é ele que nos traz a oportunidade de sermos melhores do que no ano anterior, ser um irmão melhor, um pai melhor, um profissional mais santo, um amigo mais fiel e é claro, um jovem mais aberto aos direcionamentos do Senhor...
E é essa abertura que nos leva a compreendermos um pouco desse chamado particular que o Mestre faz a cada um de nós, gastar nossa vida, gastar nossa juventude pelo Reino é uma grande responsabilidade, mas sem dúvida, uma grande alegria. De forma prática, vamos tomar como exemplo o projeto Jesus no Litoral, que aconteceu já nesse mês de janeiro, levando jovens carismáticos de diversas partes do Estado de SP a justamente gastar-se por almas sedentas de um amor perfeito, jovens que traziam, portanto essa grande missão, mas traziam-na com uma felicidade que só podia vir do Céu. 
Em cada guarda sol, um testemunho diferente, uma transformação de vida, um retorno aos braços do Senhor e isso gerava também um novo ardor no coração de cada jovem missionário, era o sinal, a prova de que um novo tempo já começou, não apenas cronologicamente falando, mas de forma prática, principalmente por observar os frutos, não podemos fechar nossos olhos a essa realidade.
“Porque eis que vou fazer obra nova, a qual já surge: não a vedes?” (Is 43, 19a)
         Essa obra já começou, não há mais o que esperar, não há mais tempo a perder. Existem provas concretas disso, como nosso último Cenáculo Diocesano, Congresso Estadual da RCC que aconteceu na cidade de Guarujá em 2008, entre tantos outros momentos que nos levam a ficar com mais força e propriedade a terra que o próprio Deus nos confiou.
         E em particular a nós, jovens cheios do Espírito Santo, Sentinelas Apóstolos da Efusão, somos chamados a protagonizar esse novo tempo, não ser um mero coadjuvante, nada disso!
Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes e a palavra de Deus permanece em vós, e vencestes o Maligno. (1Jo 2, 14b)
Não se vence o maligno sendo um coadjuvante, mas sim estando na linha de frente e é nesse lugar que nosso Senhor nos coloca, o tempo de ficar escondido já acabou há algum tempo, mas precisamos nos apropriar disso, aproveite esse novo ano, esse novo tempo, para gravar isso em seu coração, é a nossa hora, a hora da juventude mostrar sua cara.
Vamos arregaçar as mangas, há muito trabalho pela frente, mas sem dúvida alguma, muitas alegrias em Deus há serem vivenciadas, provadas por uma galera que tomou sua decisão, a decisão de protagonizar esse novo tempo, a começar pela nossa Diocese e a partir daí, para onde Ele quiser nos guiar.
Graça e Paz.
Thiaguinho
Coord. Ministério Jovem
Diocese de Santos

Categories: ,

Leave a Reply